Bem-vindo(a) ao nosso site!! - Bom Dia! 01 de Novembro de 2014.    -     Faltam -630 dias para o Carnaval 2013!!
Buscar:
Patrocinadores
Viva Chery
Rubra Chery
Parceiros
Portela 1967: Tal Dia é o Batizado

 

 

 

 

 

"Tal dia é o batizado" entrou para a história como a senha usada pelos inconfidentes mineiros para iniciar a revolta. Foi esse também o título do enredo desenvolvido por Nelson Andrade e Juvenal Portela, que pretendiam mostrar na avenida um pouco dessa parte importante da História brasileira.

A chuva castigava a cidade no dia 5 de fevereiro de 1967, o grande dia de desfiles das escolas de samba. Talvez por isso, a Imperatriz Leopoldinense, primeira escola a desfilar, só entraria na avenida às 22h15, mais de duas horas após o horário previsto pela organização.

Quinta escola a desfilar, a Portela pisou a avenida às 3h30 da manhã. Uma jarra com um enorme buquê de flores era o início de um espetáculo luxuoso, que contava com a participação de três mil componentes.

Sob o comando do diretor de harmonia Jaburu, as diversas alas portelenses brincavam na pista, cantando a plenos pulmões o samba de Jabolô, Catoni e Valtenir. Tudo animado pela bateria de Mestre André, diretor que se consagrou criando paradinhas para a Mocidade Independente de Padre Miguel.

Destacava-se no conjunto a alegoria que representava o local onde Tiradentes foi julgado pelos portugueses. Diversas telas mostravam, também, a imagem do alferes Joaquim José da Silva Xavier em uniforme de gala, o mártir esquartejado, a réplica da bandeira da Misericórdia, que acompanhou o cortejo, e outras imagens que representavam o tema.

Enquanto Vilma rodopiava, Maria Lata D'água arrancava aplausos das arquibancadas. Durante as duas horas de desfile, que só terminou às 5h30 da manhã, as personalidades portelenses desfilaram alegria. O público se despedia da escola sob gritos de "já ganhou", fato destacado pelos jornais do dia seguinte.

A apuração, ocorrida no quartel da Polícia Militar, na Rua Evaristo da Veiga, apontou a Portela na sexta colocação, obtendo apenas 83 pontos. Nelson Andrade, que mostrou conhecimento das notas antes mesmo da abertura dos envelopes, protestara antes e depois do resultado oficial, apesar de aceitá-lo.

Muitas críticas foram destinadas à comissão julgadora, que foi formada pelos seguintes nomes: Ricardo Cravo Albim (bateria), Chico Buarque de Holanda (enredo e letra), Johnny Franklin (mestre-sala e porta-bandeira), Ana Martins (fantasias e comissão de frente), Ítalo de Oliveira (alegorias), Aloísio Magalhães e Danúbio Menezes Galvão (desfile), Diva Pieranti (harmonia e melodia).

O fato mais comentado foi Chico Buarque, segundo algumas testemunhas, ter dormido durante parte do desfile.

A Mangueira acabou vencedora do concurso, seguida por Império Serrano, Salgueiro, Vila Isabel, Unidos de Lucas e Portela.

Ficha técnica
Resultado: 6ª Colocada do Grupo 1, com 83 pontos
Data, Local e Ordem de Desfile: 05/02/67, domingo, Candelária
Carnavalesco(s): Nelson de Andrade, Juvenal Portela e Laurênio
Presidente: Caetano Piloto
Diretor de Harmonia: Jaburu
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Vilma e Benício
Bateria: Mestre André
Contigente: 3.000 componentes

Samba-enredo
"Tal dia é o batizado"

Autores: Jabolô, Catoni e  Waltenir

Tiradentes,
Valoroso mártir inconfidente
Que o Brasil possuiu
Em Vila Rica Cidade de Minas Gerais
Que há muitos anos atrás
Foi o palco de um capítulo a mais
Da nossa história
A senha dos revoltados
Era: tal dia é o batizado
Para que o Brasil fosse libertado
Pelos conspiradores
Que eram bravos inconfidentes
intelectuais, vigários e coronéis
Liderados pelo alferes Tiradentes
Aquela época
Visconde de Barbacena
Executor da derrama
Foi móvel essencial
Para este episódio nacional

Que incentivou indiretamente
Tornar o Brasil independente

Mais tarde, foram traídos
Por Joaquim Silvério dos Reis
O delator
Só ameaçado o vigário Confessou
Ô...ô...
E aqui no Rio de Janeiro
Tiradentes tornou-se prisioneiro
Sendo sacrificado a 21 de abril
Abrindo o caminho
Da Independência do Brasil



(Copyright © - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução total ou parcial)

 

 

» voltar



Entrevistas
Valci Pelé
&...

Especiais
4ª parte: A emancipação de um filho urso
    Paulo fez a Portela nascer. Se...
Dedicatória
Armando Santos
Carnaval 2013

1 Visitantes Online
© Copyright PortelaWeb - 2006-2014. Todos os direitos reservados.